Quem faz

11081174_10205600916195954_906247378692391230_n (1)

Yuri Al’Hanati, também conhecido como Raposão, Nego Dito, Sr. Livrada e o-genro-que-mamãe-queria, dependendo da ocasião, nasceu em Praia Brava e foi criado em Mambucaba, minúsculas prainhas entre os municípios de Angra dos Reis e Paraty (RJ), mas mora em Curitiba desde 2004. Formado em jornalismo pela Universidade Federal do Paraná (UFPR), trabalhou por três anos e meio no jornal Gazeta do Povo, onde passou pelas editorias de cultura, política e geral. Atualmente faz tirinhas diárias para o mesmo jornal, função que exerce desde julho de 2014. Publicou contos em publicações especializadas como Revista Arte e Letra: Estórias, Jandique, jornais Rascunho e O Relevo, e ainda integrou a seleção de novos autores no Livro dos Novos, publicado pela Travessa dos Editores. Guitarrista, baixista, saxofonista e trompetista de araque, largou o conservatório de música em Resende-RJ, onde estudou teoria musical, guitarra e voz para música de câmara, e toca em duas bandas bem malucas. Um absoluto merda em todos os esportes, se dedica à hatha yoga e, mais esporadicamente, quando o tempo permite, ao longboard. Como turista, gosta de visitar países esquisitos. Assiste bastante filme, come muita carne e bebe muito vinho tinto argentino.

24 Respostas para “Quem faz

  1. Olá Yuri… pessoa despojada!
    Buscando informações sobre o livro O cheiro do ralo, deparei com seu blog e atenderei a seu pedido, já de início está gravado em “favoritos” e passarei adiante esse link para o pessoal da faculdade. Enfim, parabéns pelo blog. Agora vou continuar minha busca por informações sobre as diferenças e semelhanças entre o livro e o filme. Apesar de ter lido o livro e visto o filme, ainda assim, gosto de buscar informações, afinal acredito que exista a possibilidade de eu não ter identificado alguma coisa, pois cada um interpreta e vê algo diferente do outro… É a maravilha das diferenças dos olhares humanos! Um enorme beijo e até a próxima.
    D.

  2. Grande trabalho Yuri. Parabéns!

    Não sou do ramo, embora goste de brincar com texto, e o achei por acaso, pelo blog do Solda.
    Se não tiver reclamação, vou linkar Livrada! na minha raramente visitada home, de humor altamente suspeito. (www.juanico.com.br)

    Assim que meu livro “Penso, logo Complico” estiver impresso, lhe envio um exemplar. Têm alguns cartuns e frases que se aproveitam.
    Da próxima vez, pretendo solicitar sua análise de texto, se houver disponibilidade, antes de me aventurar nessa selva editorial.

    Um dia desses trocamos mais uma raquetadas na Casa Beviláqua.
    Vou deixar hoje, por lá, um exemplar de um dos livros menos vendidos do Paraná, “Encontros Curitibanos”, apesar da caprichada capa do Foca. (O problema está no miolo mesmo).

    Abraço,

    Juanico di Salvo
    (Bicho del Paraná).

  3. Eu com 50 anos , agora pude adiquirir uma maquina e encontrar algum tempo para me dedicar as coisas que gosto,literaura e física.Me deparei com seu blog, bem legal, parabens esta bem feito e os comentarios são bem pertinetes.Como não tenho formação academica e bom ter uma opinião sobre sobre os livros que gosto.Você tem muitos comentarios sobre o escritor Dostoievski.Feliz aniversario,pensei que você fose mais velho, então tem um belo futuro boa sorte e saúde.

  4. Olá Yuri, sou nova por aqui e gostei muito do seu blog. Pretendo voltar sempre! Por favor, faça uma fanpage do blog no facebook. Ficará mais fácil de te acompanhar!

  5. Yuri, boa tarde.
    Acompanho seu Blog há um tempo (‘actually’, é o único de ficção que acompanho).
    ‘Tenho’ uma ‘ficção histórica’ (250p)(uma ‘pedreira’ para escrever, por causa da pesquisa).
    É a minha primeira ficção (mas não o primeiro ‘filho’), e eu gostaria paca que você desse uma olhada (‘eu grado’ do seu crivo).
    É sobre o português chefe da facção Emboaba naqueles conflitos.
    O formato fica entre o Conto e o Romance, posto ‘serem’ depoimentos (na realidade ‘transcrições’, pois guardam os cacoetes linguísticos dos respectivos ‘backgrounds’ dos depoentes) de nove contemporâneos que tiveram contato com o ‘dito’ (tido assim literalmente pelos inimigos, e um deus entre os ‘queridos’…), que podem ser lidos separadamente.
    O trabalho aguarda apreciação pela Cia das Letras (ou seja, meus netos terão a resposta…).
    Só o enviarei com o seu consentimento.
    Agradeço de antemão sua atenção.
    José Maria Figueira

  6. Olá Yuri, que prazer encontrar seu blog, adorei. Você mora em Curitiba? Então somos vizinhos, eu moro em São José dos Pinhais, mas estou sempre por Curitiba por conta da faculdade de Psicologia que faço.
    Agora que descobri o blog venho sempre visitá-lo.

  7. Yuri, seu blog é o primeiro que gostei, também não vi muitos!!! Mas achei ótimo seu comentário sobre ” A morte de Ivan Ilitch”. Acho que vou gostar de visitá-lo. Parabéns!

  8. Oi Yuri

    Adoro o blog, que descobri através do Coisas de Diva. Adoro sua maneira de escrever, te acho muito inteligente e talentoso! Sinto uma inveja (detesto confessar isto, mas se faz necessário porque é a mais pura verdade) de toda cultura que tens….ah! queria ter uns 10% dela. Gosto muito de ler (apesar de estar numa fase de ver muito filme e ler muito pouco, infelizmente o dia tem só 24 horas né?), mas não sou uma leitora culta como tu. Leio alguns “mais vendidos” e outros que vou escolhendo conforme o momento, mas gosto demais de ler tuas resenhas, que valem por si mesmas.
    Vi que mudaste a foto do perfil e ouso dizer que gostava do cabelo comprido, ficou com cara de bravo nesta atual. A despeito disto te acho lindo, talentoso e inteligente demais!
    Não vi nenhuma referência sobre algum livro escrito por ti, então gostaria de saber se já te arriscastes nisto?
    Sou tua fã.
    Abraços,
    Tagiane

  9. Descobri seu Blog hoje e não consigo parar de ler, porque é sensacional, já que os supostos críticos literários da internet não sabem nem interpretar e ficam pagando de cult (AFFFF). Peguei umas boas dicas e pelo jeito ainda vou ler Budapeste este mês. Muito obrigado por seu trabalho.

  10. Pingback: DESAFIO LIVRADA! 2015 – HIGHWAY TO THE DANGER ZONE | O Grito do Lampião

  11. Caro Yuri

    Meus parabens pelo seu belo trabalho. Espero contar com você para divulgar os meus livros. Tenho um publicado na França “Le Cahier Rouge du Père Joseph” pela Edilivre e dois no google-books “Enquanto escrevo” e “Cronica de uma Tuberculose Anunciada” – se você pudesse poderia dar uma lida neles e postar a sua opinião. Ficaria muito feliz – Você acredita que ainda não vendi nenhum exemplar, será que sou o pior escritor. Faça esse favor e seja sincero. Agradeço

    Raimundo

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s