Quatro anos de Livrada!


Uma mensagem pessoal do honorável e marmorizado editor e criador deste blog.

600842_10202009725538432_1052563728_n

Entrando oficialmente no Ano V do nosso querido blog e, como sempre, comemorando a data atrasado. Esse deveria ser o post da semana passada, mas quem é que quer saber dessas engenharias internas anyway? Engraçado, essas coisas só acontecem com blog, vlog, essas paradas em que o making off e a produção final meio que se misturam. Imagina se você abrisse o jornal toda manhã e as matérias começassem assim: “Infelizmente, porque entrou um anúncio de última hora, a gente teve que deduzir o tamanho dessa matéria aqui, e a gente ia dar ela ontem, mas resolvemos segurar porque blá blá blá”?

O que eu queria dizer é que em Abril de 2010, eu começava essa empreitada maluca de resenhar livros, e nos anos seguintes, escrevi posts comemorativos em que ensaiava um discursinho mais ou menos bacana para marcar a data. Só que acho que já falei tudo de bom que se pode falar sobre um pedaço tão desimportante da internet como esse, e acho que falei até demais. Mas ainda assim, gosto de tirar essa data do ano para refletirmos um pouco sobre o trabalho, sobre o porquê de fazer o que eu faço. Então prefiro falar das novidades que teremos para esse ano até o momento, que são novos parceiros no blog. Antes, algumas palavrinhas sobre esse negócio que pode ser pra lá de promíscuo, e desde já peço desculpas pela cagação de regra eventual.

Eu não sei ao certo como isso começou, mas parece que a prática foi escancarada nos blogs de meninas: as marcas, de roupa e cosmético, sei lá, mandavam as coisas, pagavam um extra, e de repente chovia elogio na mídia informal. Aos poucos, com a crescente demanda, nem precisavam mais pagar nada, tinha muita gente aí pra ser comprada com batom, rímel, melissa e sei lá mais o quê. Hoje em dia tem blog que existe com o único propósito de ganhar essas paradas e não é difícil concluir que o raciocínio pode ser transposto para o conceitualmente menos promíscuo mundinho dos blogs literários. E de fato, hoje temos de tudo: gente puxando o saco de editora, gente que faz blog pra ganhar livro, gente praticamente analfa comentando best-seller e por aí vai.  Não posso falar por todo mundo, mas pra diferenciar o que eu faço do resto, é preciso buscar apoio editorial (que é, no fundo, um apoio financeiro, porque gastar dinheiro com livros é um troço que pode falir um blogueiro), mas ao mesmo tempo, ser firme e fiel com a linha editorial. Com isso, tive que rejeitar editoras de qualidade duvidosa, brigar com assessor de imprensa que acha que eu tenho a obrigação moral de escrever sobre um livro porque ele me mandou, ou, pior ainda, escrever e escrever bem, explicar que não faço post pago, que eu tenho uma fila gigantesca de livros, e que às vezes um passa na frente do outro sem nenhuma razão. Enfim, aqui entraria alguma frase miguxa do tipo “falar de mim é fácil, quero ver ser eu” ou algo do tipo, mas acho que já deu pra entender a ideia, e a moral da história é: não acredite em tudo o que você lê por aí e exija independência editorial e intelectual dos blogs que você lê.

Atualmente, O Livrada! recebe livros das melhores casas editoriais do Brasil. Algumas ainda menosprezam o site porque não tem foto miguxa nele ou, sei lá, não tem um milhão de acessos por mês, ou têm medo de que eu fale mal de alguma coisa. Das boas que estão de fora, acho que a Biblioteca Azul, do grupo Globo, foi a única que solenemente rejeitou a proposta até o momento. É diferente, por exemplo, da Alfaguara, que não responde meus e-mails. De resto, tenho o mais saudável dos relacionamentos com as editoras que me mandam livros, e é apenas uma pena que algumas tenham cota apenas para lançamentos, impossibilitando que a gente comente coisas mais velhas – o que, aliás, considero uma das grandes vantagens deste blog sobre os outros. Para incrementar a variedade editorial que é comentada aqui, anuncio dois novos parceiros já confirmados para este ano.

Zahar

Editora-Zahar

Ora, quem não gosta da Zahar boa gente não é. Jorge Zahar, quase pioneiro no lance de tratar livros como negócio de gente grande no Brasil, é quem abriu as portas para que a coisa fosse feita como é hoje. Livros bonitos, edições caprichadas, tudo nos conformes de quem manja da parada é o que esperamos. E temos já alguns livros da editora em mãos, da coleção Clássicos Zahar, que são edições comentadas, e Deus sabe como eu gosto de edições comentadas. Aguardem aí.

Editora 34

quadrado34

O meu interesse na Editora 34 é muitíssimo específico, e não é segredo: as maravilhosas edições comentadas e megatraduzidas direto do russo dos clássicos eslavos. Quem não gosta também é bobo e quem gosta sabe que o Livrada! é o canal pra encontrar essas coisas aqui. E obviamente outras coisas não-russas podem rolar eventualmente, mas a Coleção Leste é sempre a pedida do bolso deste blogueiro nas feiras universitárias. Aguardem que também já temos obras em mãos.

Basicamente é isso, deixem aí seus comentários sobre as reflexões ou sobre qualquer outra coisa. E segue o baile.

Anúncios

15 Respostas para “Quatro anos de Livrada!

  1. Sou fiel ao livrada a cerca de dois anos, e espero que você prossiga resenhando livros interessantes, a ponto de nos fazer querer lê-los. Parabéns pelos 4 anos de blog, e agora a responsa é maior, com essas editoras de peso, como a Zahar e a 34.

  2. Parabéns, seu blog é excelente. Fico contente pelas parcerias, especialmente da Zahar. Fico mais contente ainda pela honestidade e independência editorial, coisa rara no mundo dos blogs.

  3. Caríssimo!!
    Parabéns pelo aniversário do Livrada!
    Há um bom tempo acompanho teus escritos e já segui várias dicas.
    O que faz um blog literário ´´seguível“ é a autenticidade e comprometimento, e você faz isso com humor e leveza! Vida longa!!

  4. uhul! feliz aniversário pro livrada! nem sei quanto tempo faz que leio o blog. acho que o vargas llosa ainda não era nobel na época que comecei a ler, ganhando o dele pouco depois (lembro até hoje do post que dizia algo do tipo: “uma pena que o vargas llosa nunca ganhará um nobel”, mostrando que, apesar de previsível, às vezes a academia sueca até causa umas surpresas – pelo menos ao autor do blog, heh). tenho sido fiel leitor desde então. continuarei. é um dos dois blogs que acompanho sempre, o que não quer dizer muita coisa, mas certamente quer dizer algo, porque eu sei que eu não tenho saco para ler resenhas em miguxês de livros desinteressantes recém lançados (gosto daqui pelas resenhas de clássicos e livros “antigos”), além do mais, sempre tem os desafios livrada!, que me entretém ao longo do ano. só alegrias.
    vida longa e próspera ao livrada!

  5. Acabei de ler o livro novo do Tezza e gostaria muito de saber suas impressões. ..qual o numero da senha d’O Professor entre as obras que vc planeja ler/comentar? Grande abraço

  6. Olha só que bacana, o Livrada! faz anos e eu acabei de conhecê-lo! Parabéns, dei uma zappiada nos posts e curti à beça.
    Sou iniciante nesse mundo de blogs e tals, mas a leitura é uma prática frequente, tanto que me impulsionou a começar meus próprios escritos me levando a adentrar nesse universo.
    Abraçaço aí e vida longa!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s