Vídeo: Teaser da Flip 2016

A Flip desse ano foi intensa, amigos. Camelamos um bocado atrás de escritores pra trocar uma ideia. Algumas entrevistas com mais substância, outras menos, mas, sei lá, acho legal trazer esses heróis que escrevem para a frente das câmeras da loucura, para que vocês possam vê-los e ouví-los, conhecê-los melhor, enfim. Falta editar essa quantidade imensa de material.

Preciso agradecer aqui também ao povo do Brasov, que cedeu a música Melô do Sacudo pra eu usar na trilha desse vídeo. Obrigado, mestres!

Não ligue não que a gente é bobo mesmo.

Clica na imagem.

teaser

Anúncios

Vídeo: O Pai Goriot, de Balzac

Amigos, alguns de vocês tem pedido para que eu volte com as resenhas em texto, e eu vou fazer isso mesmo. Estou enrolando? Estou. Por quê? Nem eu sei direito. Falta de sentar aqui no computador e escrever. Deve ser uma dessas coisas que você perde a vontade de fazer depois de trabalhar todos os dias na frente de um computador. Enfim, hoje tem Balzac.

Clica aí na imagem.

O Pai Goriot

Desafio Livrada! 2016

Mais um ano, queridos leitores. Estamos aqui seguindo firme e forte nessa brincadeira de ler livros e falar sobre eles na internet. Como é tradição todo ano há uns quatro anos, abro a temporada 2016 com o Desafio Livrada! Mais uma vez com 15 categorias, 14 das quais você escolhe e uma delas quem escolhe sou eu porque alguém precisa salvar um desavisado de encher o ano com Danielle Steel e afins.

Todos os anos o Desafio Livrada! tem por trás de suas categorias uma intenção geral. A do ano passado, carinhosamente e oficialmente-não-oficialmente batizada de Highway to the Danger Zone, tinha como objetivo fazer o leitor sair de sua zona de conforto e entrar em uma zona de perigo, com leituras desconfortáveis, pouco usuais. A desse ano, como pode-se perceber (ou não pode-se perceber), é aquela mesma daquela plaquinha que dizia γνωθι σεαυτόν, ou “Conhece-te a ti mesmo” em letras não-escrotas.

Mais do que isso, gostaria de propor ao leitor desse ano um mergulho não só um ano de auto-conhecimento, mas um ano de conhecimento literário um pouco mais erudito. Temos entre as categorias um prêmio Nobel, um cânone da literatura, um livro russo e algumas outras que podem fazer com que o leitor adentre 2017 tendo vencido alguns traumas de sua vida de leitor iniciante ou experiente. As outras categorias fazem parte do processo de conhecimento interior. Com elas você vai descobrir por que comprou um determinado livro que lhe pareceria ilógico de comprar, quais os guilty pleasures que lhe fazem bem, qual é a literatura produzida na sua terra e qual o seu trauma de nunca ter lido nada que seus amigos já leram.

E o que você faz com tudo isso, você pode estar querendo me perguntar. Nada, amigo. Faz quem quer, quem não quer não faz. Fica peixe. Mas quem quiser brincar como centenas de pessoas que já toparam a brincadeira pelo instagram, é só fazer sua lista de livros que se encaixe em cada uma das categorias, botar a leitura pra frente e, se quiser, compartilhar com a gente, seja em forma de vídeo, seja em forma de foto no insta, usando a hashtag #desafiolivrada2016, como você pode ver alguns exemplos já postados. Seguem as categorias:


1- Um prêmio Nobel
2- Um livro russo
3- um cânone da literatura ocidental
4- uma novela
5- Um livro que você não sabe por que tem
6- Um autor do seu estado
7- Um livro publicado por uma editora independente
8- Uma ficção histórica
9- Um livro maluco
10- Um livro que todo mundo já leu menos você
11- Um autor elogiado por um escritor de quem você gosta
12- Um livro bobo
13- Um romance de formação
14- Um livro esgotado
15- As aventuras do bom soldado Svejk

Dúvidas sobre as categorias? Segue o vídeo explicativo. É só clicar na imagem abaixo. Ou pode deixar sua dúvida nos comentários do vídeo que eu respondo também 🙂

Desafio Livrada 2016

Ainda não sabe do que eu estou falando? Veja aqui os outros:

Desafio Livrada! 2015

Desafio Livrada! 2014

Desafio Livrada! 2013

Desafio Livrada! 2011

Vídeo: Entrevista com Diego Vecchio

Estava na Flip e me foi oferecido uma entrevista com o convidado argentino Diego Vecchio, que publicou o livro “Micróbios” pela Cosacnaify, uma proposta bem interessante e um livro bem resolvido depois de um começo meio decepcionante.

Como expliquei na descrição do vídeo, ia ter legenda, mas acabou que não teve porque não tô mais com tanto tempo livre assim, e essa máquina não para. Mas ele fala direitinho e devagar, não acho que alguém vá ter problema para entender o castelhano do cara.

Clica na imagem aí!

vecchio.Still001